Usuários do Facebook já não compartilham como antes, afirma pesquisa

Os usuários do Facebook já não postam com a mesma frequência. Segundo dados de pesquisa realizada pela GlobalWebIndex, no terceiro trimestre deste ano, apenas 34% dos usuários atualizaram seu status e 37% compartilharam fotos. Já no mesmo período de 2014 os números foram 50% e 59%, respectivamente. O estudo concluiu ainda que em junho, cerca de 1,49 bilhão de usuários entraram na rede social. A maioria apenas para “ler” e “curtir” posts, ao invés de fazer postagens.

A mudança no comportamento dos internautas, contudo, ainda está longe de ser um problema para o Facebook, que continua a faturar alto na exibição de anúncios, registrando um salto de 36% em sua receita, apenas no último trimestre.

Ferramentas para incentivar postagens

Em 2009, Jason Mander, diretor de tendências da GlobalWebIndex já havia afirmado ser vital que o Facebook incentivasse seus usuários a contribuir com conteúdo próprio, na tentativa  de evitar que a rede social ficasse “árida ou muito chata”.

Em contra-ataque, mas sem fornecer muitos detalhes, um porta-voz afirmou que “desde 25 de maio, o Facebook vem incluindo e testando lembretes sobre datas e assuntos que as pessoas possam se interessar em postar”.

Esses novos recursos, exibidos como alertas de eventos e feriados importantes, como o “Thanksgiving”, ou até mesmo estreias de novas temporadas de séries famosas, como aconteceu em conjunto com a AMC Network com o seriado “The Walking Dead”, vem incentivando e estimulando seus usuários a conversarem mais.

Ainda de acordo com o mesmo porta-voz, “As taxas de resposta têm sido excelentes, já que o nível de compartilhamento das pessoas continua não apenas alto, mas similar aos níveis de anos anteriores”.

A GlobalWebIndex obteve os dados a partir de pesquisas trimestrais, com cerca de 50 mil internautas, em 34 mercados mundiais, sendo que deles, cerca de 40 mil são de usuários do Facebook. A pesquisa foi conduzida através de perguntas sobre as atividades na rede social, como “curtir”, postar e atualizar status. Os usuários que acessaram o site, mas não realizaram quaisquer das ações foram considerados “passivos”.

 

Fonte: The Wall Street Journal

 

Deixe Seu Comentário