Tatuadores redesenham mamilo gratuitamente para vítimas do câncer de mama

bC1O cabelo volta a crescer e a angústia (felizmente!) é superável, mas o tempo não cura todas as marcas deixadas pelo câncer de mama. Para as mulheres que passam por mastectomia há a possibilidade de reconstrução do seio e até mesmo do bico do mamilo, mas a pigmentação característica acaba sendo perdida. Alguns cirurgiões plásticos realizam a micropigmentação da aréola e do mamilo, mas os tatuadores são cada vez mais requisitados, pois dominam melhor a técnica artística do desenho.

Do ponto de vista médico, não há contraindicações para esse tipo de procedimento. “Mas é muito importante que a mama esteja totalmente cicatrizada”, alerta o Dr. Rafael Kaliks, oncologista do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Para ele, o ideal é que haja o intervalo de um ano entre a mastectomia e a tatuagem reparadora.

miro dantasAlém da espera pela cicatrização total, a escolha de um tatuador entendido no assunto também é superimportante. Por isso, o preço pode sair salgado e chegar a R$1.300 em alguns estúdios, mas há profissionais gabaritados que oferecem esse trabalho gratuitamente. É a junção de muito talento com uma grande vontade de fazer o bem!

O tatuador Miro Dantas, de São Paulo é um desses artistas e desde 2014 comanda o projeto “Uma Tatuagem por uma Vida Melhor”. Há cinco anos ele vem aperfeiçoando uma técnica própria de redesenho realista de mamilos, e hoje tatua gratuitamente uma mulher por semana. A agenda do projeto está lotada até outubro de 2016, mas toda semana ele realiza a triagem de novas mulheres para a lista de espera.O agendamento pode ser feito pelo telefone (11) 4562-4501 e o atendimento é realizado no estúdio Gelly’s Tattoo (Rua Inácio Pereira da Rocha, 409 – Vila Madalena – São Paulo.

leds tatto

Também em São Paulo, o estúdio Led’s Tattoo conta com dois profissionais que realizam esse trabalho específico há mais de dez anos. Sérgio Maciel (o Led’s) e Francisco Russo (conhecido como Tino) atenderam gratuitamente um total de 20 mulheres em setembro e pretendem repetir o número esse mês. A boa notícia é que ainda há vagas disponíveis para outubro e o atendimento pode ser marcado pelos telefones (11) 5561-2351 ou (11) 942-289-204. O estúdio fica na Av. Ibirapuera, 3478 – Moema – São Paulo.

Já no interior do estado de São Paulo, em São José dos Campos, a tatuadora Tati Stramandinoli coordena o projeto Reviva, que também visa atender mulheres gratuitamente. A técnica que ela utiliza é a de micropigmentação, específica para esse tipo de trabalho (e que deve ser retocada a cada dois anos). Através do projeto, Tati atende entre quatro e cinco mulheres por mês no estúdio Pigmenta Tattoo (Avenida Cassiano Ricardo, 1770 – São José dos Campos). O agendamento pode ser feito pelo telefone (12) 3931-8033.

betto tatto

Tem tatuagem beneficente no Rio de Janeiro também. Na capital carioca é possível fazer o redesenho com o tatuador Roberto dos Santos, do estúdio BetoTattoo Leblon. Ele realiza esse trabalho há quatro anos e hoje atende gratuitamente de três a quatro mulheres por mês. A lista de espera já conta com horários agendados até 2017, mas ele garante que é possível fazer encaixes. O estúdio fica na Rua Aperana, 17 – Chácara do Céu – Rio de Janeiro, e o telefone para contato é (21) 983-461-172.

 

redesenho-mamiloJá na Região Sul, a tatuadora Marcela Guardiola coordena o projeto itinerante Mamma, com o qual atende mulheres em Dois Irmãos (no Rio Grande do Sul), Blumenau (em Santa Catarina) e Curitiba (no Paraná). Ela mora em Dois Irmãos e costuma ir às outras cidades uma vez a cada dois meses (ou até mensalmente) para realizar os atendimentos voluntários. Seu estúdio chama-se Las Rosas de Guardiola (Av. Irineu Becker, 152/01 – Centro – Dois Irmãos – telefone (51) 3102-6449); em Blumenau atende no Farias Tattoo (Rua São Paulo, 1556 – Vitor Konder – Blumenau – telefone (47) 3288-3345); e em Curitiba no Color Up Tattoo (Rua Comendador Araújo, 280/24 – Centro – Curitiba – telefone (41) 3222-8522).
Uma coisa é certa: para as mulheres mutiladas pela mastectomia, esse tipo de trabalho vai além da estética. É um sorriso no rosto de quem já passou por momentos de dor profunda e é uma etapa importante na reconquista da autoestima fragilizada. Parabéns por esse trabalho maravilhoso, seus lindos! Quem luta contra o câncer de mama agradece e todas nós aplaudimos de pé

Escrito por Júlia Warken (colaboradora) Editado por Ligia Helena

Deixe Seu Comentário

Revista Brasilianas

Revista Brasilianas is a community magazine focused on the Brazilian communities in the
United States.
– – – – – – – – – – – – – – – – – –
Revista Brasilianas é uma revista regional focada nas comunidades brasileiras nos
Estados Unidos.
– – – – – – – – – – – – – – – – – –
Media Kit – Português
Download

Media Kit – English
Download
– – – – – – – – – – – – – – – – – –
info@revistabrasilianas.com
(657) 2BFFHOU
(657) 223-3468

Expediente

Diretora Executiva
Priscila Trummer

– – – – – – – – – – – – – – – – – –
Editor de Jornalismo Brasil
Tim Filho

– – – – – – – – – – – – – – – – – –
Redes Sociais
Rovena Fundão

– – – – – – – – – – – – – – – – – –
Colunas
Luciana Sereno

– – – – – – – – – – – – – – – – – –
Web Designer
Rodrigo Custodio

Latest Posts