Razões que limitam uma resposta contra o câncer

No edição passada introduzimos ao leitor uma visão biológica do câncer e por qual razão ainda não avançamos efetivamente em uma vacina terapêutica com sucesso. Hoje, iremos abordar algumas razões que limitam esse sucesso na prática. Podemos citar aqui três principais problemáticas.

A primeira delas é que o sistema imune durante o seu processo de maturação passa por um processo conhecido como seleção positiva e negativa, ou seja, durante este processo todas as células do seu sistema imune irão adquirir a capacidade de reconhecer aquilo que é próprio (do próprio organismo) e são programados a não responder contra essas células, um processo conhecido como tolerância imunológica – se a quebra da tolerância acontecer daremos origem as doenças autoimunes; e do não próprio (que não pertencem ao organismo). Por conta disso os processos de imunização contra vírus e bactérias são tão eficazes em gerar um padrão efetor de resposta imune. Estimulamos células que foram programadas a responderem contra algo estranho! Começaram a perceber como se torna limitante uma resposta imune frente ao câncer? Não?, eu explico! Essa célula que agora cresce freneticamente e de modo autosustável consegue escapar dos fenômenos imunológicos pois o câncer é oriundo do próprio ser (a bagagem genética de células que deram origem ao câncer é a mesma que a célula normal, com pequenas diferenças) e assim, já que o sistema imune foi previamente programado a não responder contra algo próprio, como responder contra o câncer?

Segundo problema em relação a imunobiologia dos tumores é que as células tumorais são capazes de secretar fatores autócrinos ou seja, elas produzem e secretam fatores que as autosustentam – fatores de crescimento. A cada ciclo, novos fatores de crescimento são produzidos e seus efeitos biológicos são sempre em benefício próprio.

Terceiro e acredito que seja um dos mais injustos possíveis e que reflete o quão adaptado o câncer se tornou ao longos dos anos. Células tumorais tem a capacidade de subverter células do sistema imune a seu favor, ou seja, células do sistema imune que conseguiram em um primeiro momento serem capazes de escapar dos processos de tolerância e seleção contra antígenos próprios e que migraram para o sítio de proliferação celular para realizarem a sua efetora contra o câncer são convencidos por mecanismos intrínsecos ao tumor a auxiliar essas células neoplásicas a crescer e se desenvolver – em muitos casos, células do próprio sistema imune auxiliam as células tumorais a realizarem angiogênese – produção de vasos sanguineos. São por essas e mais razões que ficamos tão limitados a um tratamento eficaz contra o câncer – para muitos considerados uma peste negra biológica contemporânea, mas para outros, um sistema que vem co-evoluindo aos poucos e que gradativamente é egrandecido pelos processos de seleção natural.
Nos próximos capítulos iremos explorar como o sistema imune participa ativamente da progressão e do desenvolvimento tumoral.

Deixe Seu Comentário

Revista Brasilianas

Revista Brasilianas is a community magazine focused on the Brazilian communities in the
United States.
– – – – – – – – – – – – – – – – – –
Revista Brasilianas é uma revista regional focada nas comunidades brasileiras nos
Estados Unidos.
– – – – – – – – – – – – – – – – – –
Media Kit – Português
Download

Media Kit – English
Download
– – – – – – – – – – – – – – – – – –
info@revistabrasilianas.com
(657) 2BFFHOU
(657) 223-3468

Expediente

Diretora Executiva
Priscila Trummer

– – – – – – – – – – – – – – – – – –
Editor de Jornalismo Brasil
Tim Filho

– – – – – – – – – – – – – – – – – –
Redes Sociais
Rovena Fundão

– – – – – – – – – – – – – – – – – –
Colunas
Luciana Sereno

– – – – – – – – – – – – – – – – – –
Web Designer
Rodrigo Custodio

Latest Posts